Sinalização cicloviária: Conheça sua infraestrutura e suas placas

Sinalização cicloviária: Conheça sua infraestrutura e suas placas

Sinalização Cicloviária

A sinalização cicloviária é um conjunto de sinais e marcações que indicam aos ciclistas o percurso a ser seguido, bem como as condições da via. A sinalização é importante para a segurança do ciclista, pois auxilia no planejamento do trajeto e na tomada de decisões em situações de risco.

No Brasil, a sinalização cicloviária é regulamentada pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB). De acordo com o CTB, toda via pública deve ter sinalização vertical e horizontal adequadas às suas características. 

Neste artigo, vamos discutir sobre a sinalização horizontal e vertical para ciclovias e ciclofaixas, além de sua infraestrutura. Acompanhe!

O que é uma ciclofaixa, ciclovia e ciclorrota?

sinalização cicloviária

As ciclovias e as ciclofaixas são projetadas para o aumento da segurança dos usuários, e a promoção do transporte sustentável. Então, para entender mais sobre a sinalização cicloviária é preciso entender cada um desses espaços.

Ciclofaixa

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) conceitua as ciclofaixas como partes da via que, demarcadas por uma sinalização específica, são exclusivamente destinadas à circulação de ciclos.

Uma ciclofaixa é projetada especificamente para auxiliar os ciclistas na partilha das vias públicas com motoristas. Ela consiste em uma faixa de segurança pintada na estrada para delimitar as áreas de tráfego de ciclistas e motoristas.

Esta segurança facilita a circulação de ambos os grupos de forma segura e ajuda a regular o fluxo de trânsito. Além disso, existem vários critérios e padrões para o desenho da ciclofaixa, que garantem que as condições de tráfego sejam ótimas para os ciclistas.

Ciclovia

Uma ciclovia é uma área destinada exclusivamente ao uso de bicicletas, patins, patinetes e outros meios de transporte não motorizados. Geralmente é separada das ruas e avenidas comuns pelo uso de sinalizações próprias. 

Elas oferecem ao usuário autonomia e flexibilidade, permitindo que qualquer um que saiba andar de bicicleta consiga desfrutar de seus benefícios. 

É possível afirmar que as ciclovias trazem muitos benefícios à sociedade, como a redução da poluição, o aumento da qualidade de vida, e a promoção da saúde e bem-estar. 

A implementação das ciclovias é, portanto, um importante passo na construção de uma sociedade mais saudável e sustentável.

Ciclorrota

Uma Ciclorrota é uma rota sugerida para bicicletas que pode ou não estar sinalizada. Seu objetivo é guiar o ciclista até um destino específico, seja para fins recreativos, esportivos ou turísticos.

Qual a diferença entre a ciclovia, ciclofaixa e a ciclorrota?

sinalização cicloviária

Uma das diferenças entre a ciclovia e a ciclofaixa, é que enquanto as ciclofaixas compartilham a mesma pista com os veículos motorizados, as ciclovias são separadas, geralmente por uma grade, desnível, canteiros ou outros elementos.

A ciclovia costuma trazer maior segurança ao ciclista, pois ele não corre o risco de colidir com carro ou outros veículos. Contudo, ela exige maior investimento em termos de infraestrutura em relação à ciclofaixa.

Já a ciclorrota é projetada para unir ciclovias, ciclofaixas e locais de interesse.

Como deve ser uma ciclovia?

Sinalização cicloviária é muito importante para garantir que os ciclistas tenham segurança ao andar pelas ruas. As ciclovias e ciclofaixas oferecem uma eficiente forma para que os veículos motorizados e não motorizados sejam separados de forma segura.

Sentido das ciclovias

As ciclovias são divididas em dois tipos principais a unidirecional que tem um sentido único e a bidirecional que tem dois sentidos 

Separação das ciclovias

Deve ser feita separação física entre os ciclistas e os automóveis. E é possível fazer isso através de obstáculos, fila de estacionamento para veículos, canteiros de vegetação ou outros elementos.

A sinalização das ciclovias

A sinalização cicloviária é essencial para assegurar a segurança dos usuários nas ciclovias.

Esta sinalização é composta por sinalização vertical, que é fixada na parte superior da via cicloviária, e sinalização horizontal, que são feitas no asfalto.

Uma das principais características desta sinalização é o seu alcance, pois ela é vista ao longo do percurso, dando destaque aos locais mais perigosos para os usuários. 

Cruzamentos na sinalização cicloviária

Para interseções, a sinalização horizontal é importante para reduzir o risco de acidentes entre carros e bicicletas.

Todos os cruzamentos devem ser marcados com tinta vermelha nas calçadas e linhas paralelas, bem como sinais indicando o sentido de circulação para bicicletas.

Em interseções muito complexas e sem semáforos, é muito importante mostrar a prioridade dos pedestres e ciclistas em relação aos outros veículos, através do uso de demarcações.

Como deve ser uma ciclofaixa?

sinalização cicloviária

A ciclofaixa precisa da sinalização vertical para orientar sobre seu início e término. Agora, referente a sinalização horizontal, não existe uma padronização nacional, porém alguns manuais alertam para o uso de tachões.

Apesar de não haver uma cor específica para a ciclofaixa, o comum é utilizar a cor vermelha. 

E assim como os outros elementos, também não existe uma padronização de largura para as ciclofaixas em relação às normas vigentes. Porém o recomendado é entre um e meio e dois e meio, sendo que quanto maior melhor.

Sinalização da ciclofaixa nos cruzamentos

No cruzamento, é necessário sinalizar a faixa de travessia dos ciclistas. Para isso, pode-se utilizar uma linha de paralelogramos que forme uma faixa paralela à tonal. Geralmente a cor vermelha é a cor utilizada para demarcar a área central, enquanto a borda externa é pintada com a cor branca.

Como deve ser uma ciclorrota?

Ciclorrotas são trechos onde não existe uma infraestrutura especialmente destinada para bicicletas, porém deve haver uma sinalização horizontal para alertar usuários e ciclistas sobre a convivência compartilhada no local. 

Ao se tratar de sinalização horizontal de ciclorrotas, os pictogramas de ciclistas se tornam ferramentas fundamentais para a demarcação viária. Para a sinalização vertical, placas de decisão, confirmação e conversão são adotadas.

Placas utilizadas na sinalização cicloviária

A sinalização cicloviária mais comum utilizada são placas de sinalização, que são usadas para fornecer informações essenciais para os ciclistas.

No MBST (manual brasileiro de sinalização de trânsito) do CONTRAN para sinalização cicloviária, volume VIII, podemos encontrar informações sobre diversas placas. Abaixo, vamos falar sobre algumas delas.

Sinal A-30a

O sinal A-30a adverte os motoristas sobre a presença, à frente, de uma via onde os ciclistas estão entrando ou atravessando.

Princípios de utilização 

Deve ser usado sempre que houver ciclistas atravessando uma via não sinalizada, o que interfere na segurança viária. Além disso, é importante que se faça um alerta sobre a presença de ciclofaixas ou de ciclovias sinalizadas.

Sinal R-34

Indica a área, trecho da pista/via ou rota especial para ciclistas.

Princípios de utilização 

O sinal R-34 deve ser usado para indicar o uso de um local, rua, caminho, rota ou canteiro somente para bicicletas.

Posicionamento na via

O sinal deve ser colocado no início do trecho de tráfego exclusivo, à direita, à esquerda ou em ambos os lados.

Nas interseções, o sinal deve ser colocado a uma distância mínima de 2,0 m e máxima de 5,0 m da extensão do meio-fio ou a bordo da pista/via transversal ou canteiro central, se houver.

Nos casos em que a placa também precise ser vista pelo fluxo de tráfego na via transversal, a placa deve ser colocada em um ângulo que permita visibilidade adequada.

Em longas distâncias, o sinal deve ser repetido para notificar continuamente os usuários da estrada:

  • em via urbana a cada 200 metros, no máximo;
  • em estradas rurais a cada 5km, no máximo;
  • depois de acessos significativos.

Sinal R-36a

O sinal R-36a controla o tráfego de ciclistas à esquerda e pedestres à direita de uma área, passeio, trecho da via, rua ou outros.

Princípios de utilização 

O sinal R-36a deve ser utilizado quando a ciclovia é compartilhada com pedestres e se for preciso controlar o sentido do fluxo de ciclistas à esquerda e de pedestres à direita, na via, faixa, ou outros.

Sinal A-30b

A sinalização A-30b alerta os motoristas sobre a presença, à frente, de um cruzamento rodocicloviário.

Princípios de utilização 

A fim de manter a segurança dos ciclistas, pedestres e outros usuários, é necessário que, quando a visibilidade no cruzamento rodocicloviário se tornar prejudicada, sejam tomadas as providências cabíveis.

Também deve ser utilizado em aproximação não sinalizada de via coletora ou arterial, regulada com velocidade igual ou superior a 50 km/h, sinalizada por marcação de cruzamento rodocicloviário.

Considerações finais

A sinalização cicloviária é um assunto importante e que requer atenção especial, principalmente no que diz respeito à segurança dos ciclistas. Mas, com uma boa sinalização, eles podem andar de bicicleta com segurança, desfrutando de seus passeios com tranquilidade e cuidado.

Como resultado, a sinalização cicloviária bem executada pode oferecer segurança e conforto aos ciclistas. É importante que as ciclovias e ciclofaixas sejam projetadas e instaladas corretamente para aproveitar todos os benefícios desses equipamentos.

E se você precisa executar um projeto rodo-cicloviário, não deixe de contar com a Setas Sinalização viária.

Nós da Setas Sinalização somos fabricantes e podemos te ajudar com a instalação de placas, tachões e outros dispositivos. Além disso, nós realizamos a demarcação viária, que é necessária para as ciclovias, ciclofaixas e ciclorrotas.

Então não perca mais tempo, entre em contato conosco e FAÇA UM ORÇAMENTO!

5/5 - (1 vote)
Eduardo Bello
Eduardo Bello
Analista de Conteúdo | Analista de SEO | Agência Web Marketing

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *