Sinalização Viária: O que é?

sinalização vertical
Sinalização Vertical: o que é e como funciona?
2 de fevereiro de 2021
Exibir tudo

Sinalização Viária: O que é?

sinalização viária
 

Você já deve ter se perguntado o que é uma Sinalização Viária, não é mesmo? Hoje iremos te explicar detalhadamente o que é, do que é composta e quais suas categorias. Confira!

De acordo com o dicionário, a palavra ‘’sinalização’’ significa ‘’conjunto de sinais utilizado como meio de comunicação’’. Esses sinais podem ser luminosos, visuais ou acústicos.

Já a palavra ‘’viária’’ entra como complemento para simbolizar que a utilização é exclusiva em rodovias e área de circulação de veículos.

A sinalização viária é dividida em duas principais categorias: sinalização horizontal e sinalização vertical. Aprenda agora o que significa cada uma.

Lembrando que chamamos de Sinalização Viária a junção das duas categorias, estando sempre seguida uma da outra e complementando toda a sinalização que uma rodovia e via precisa ter. 

Sinalização Horizontal

sinalização viária

É executada sobre o pavimento de uma via para o controle, advertência, orientação ou informação do usuário. Utiliza-se símbolos, legendas, linhas e marcações de pavimento. 

Em outras palavras, tem como objetivo organizar, controlar e orientar o fluxo de carros e pedestres nas rodovias e vias. São faixas e marcas feitas no pavimento, com tinta refletiva, de preferência, e nas cores amarela e branca.

A sinalização horizontal se apresenta em cinco cores:

Amarela: utilizada na regulamentação de fluxos de sentidos opostos, na delimitação de espaços proibidos para estacionamento e/ou parada e na marcação de obstáculos.

Vermelha: utilizada em ciclovias, regulamentando o espaço destinado ao deslocamento de bicicletas leves e em símbolos de hospitais e farmácias.

Branca: utilizada para sinalizar fluxos de mesmo sentido. Delimita espaços especiais, trechos de vias, estacionamento regulamentado de veículos em condições especiais, marcação de faixas de travessias de pedestres e na pintura de símbolos e legendas.

Azul: utilizada nas pinturas de símbolos em áreas especiais de estacionamento ou de parada para embarque e desembarque.

Preto: utilizada para proporcionar contraste entre o pavimento e a pintura.

As Faixas de Sinalização

sinalização viária

As faixas podem ser contínuas, interrompidas e destinadas ao pedestre.

Faixa amarela contínua: quando traçada ao longo da pista de rolamento indica que o veículo não pode passar a outra metade da pista. Divide fluxo de sentidos opostos. Se traçada transversalmente, indica o limite onde o veículo deve deter-se quando a sinalização mandar parar.

Faixa amarela/branca contínua: quando traçada ao longo da pista de rolamento, divide faixas em fluxos de mesmo sentido. Indica que a mudança de faixa de tráfego de mesmo sentido não é permitida. Podem ser também traçadas transversalmente na pista. Duas a duas, paralelamente, delimitam a área de travessia do pedestre.

Faixas brancas interrompidas: quando traçadas ao longo da pista de rolamento, indicam a sua divisão em duas ou mais faixas de tráfego, permitindo ao veículo passar de uma para outra.

Faixa de pedestre: a área transversal ao eixo de uma via devidamente sinalizada, destinada a passagem de pedestres. É um elemento necessário nas ruas das cidades por ser a área na qual o pedestre tem prioridade sobre os veículos, visando a lhe oferecer o máximo de garantia no ato de atravessar a pista de rolamento. É também chamada passagem de pedestres ou faixa de segurança de pedestres.

Sinalização Vertical

sinalização viária

Transmite mensagens de caráter permanente ou, eventualmente, variável, mediante símbolos e/ou legendas preestabelecidas e legalmente instituídas.

Em outras palavras, utiliza-se de símbolos, legendas e pictogramas para se comunicar com os usuários, assim como a horizontal. Localizada em placas fixadas em postes e por isso ficam do lado ou suspensa na pista. E tem o poder também de informar deveres, direitos e obrigações do Cidadão.

Dentro desta categoria, existem mais duas: Sinalização de Regulamentação, Sinalização de Indicação e Sinalização de Advertência.

Sinalização de Regulamentação

São as placas da cor vermelha

Transmite aos usuários as condições, proibições, obrigações ou restrições no uso das vias urbanas e rurais. Assim, o desrespeito aos sinais de regulamentação constitui infrações, previstas no capítulo XV do Código de Trânsito Brasileiro – CTB.

As proibições, obrigações e restrições devem ser estabelecidas para dias, períodos, horários, locais, tipos de veículos ou trechos em que se justifiquem, de modo que se legitimem perante os usuários.

É importante também que haja coerência e clareza entre diferentes regulamentações, pelos riscos à segurança dos usuários das vias e pela imposição de penalidades que são associadas às infrações relativas a essa sinalização. A coerência e o cuidado também é para que a obediência a uma regulamentação não incorra em desrespeito à outra.

Os princípios da Sinalização Viária devem sempre ser observados e atendidos com rigor. 

Sinalização de indicação

sinalização de indicação

As placas de indicação são responsáveis por identificar e informar percursos, distâncias, destinos, serviços oferecidos nas redondezas, postos de fiscalização, entre outros.

A sinalização de indicação possui 4 tipos, veja abaixo:

  • preto e branco: identificação de rodovias e placas educativas;
  • azul e branco: identificação de ruas, avenidas, pontes, limite de municípios, marcação quilométrica, orientação de destinos e distâncias para estra, entre outros;
  • marrom e branco: sinalização de pontos turísticos;
  • verde e branco: alerta sobre distâncias e destinos.

Sinalização de Advertência

São as placas da cor amarela

Alerta os usuários sobre condições potencialmente perigosas, obstáculos ou restrições existentes na via ou adjacentes a ela. Deve ser utilizada sempre que o perigo não se evidencie por si só.

Essa sinalização exige geralmente uma redução de velocidade com o objetivo de propiciar maior segurança de trânsito.

A aplicação da sinalização de advertência deve ser feita após estudos de engenharia, levando-se em conta os aspectos: físicos, geométricos, operacionais, ambientais, dados estatísticos de acidentes, uso e ocupação do solo lindeiro. Ou seja, o local deve ser examinado, tanto para as condições e também na experiência que o usuário terá.

Pensando na experiência do usuário, o uso desta placa não deve ser excessivo, pois pode comprometer a confiabilidade naquela informação. 

E muito importante também: ela deve ser retirada imediatamente quando as situações que exigiram sua implantação deixarem de existir.

Conclusão

A Sinalização Viária tem como objetivo a organização de rodovias e vias, sendo urbana ou rural, para que os usuários saibam quais seus deveres, direitos e obrigações como Cidadão.

Aqui você aprendeu o que a Sinalização Viária é dividida em duas categorias:

  • Sinalização Horizontal: controla e orienta o fluxo de carros; é utilizada em 5 cores; 
  • Sinalização Vertical: orienta os usuários e se divide em Sinalização de Regulamentação, Sinalização de Indicação e Sinalização de Advertência; 

A junção das duas categorias formam a sinalização necessária que uma rodovia ou pista precisa ter. E também é um fator muito importante na Segurança Viária, pois quanto mais sinalizada, mais segura a pista estará.

Ficou com alguma dúvida ou deseja implantar um projeto de Sinalização Viária na sua cidade, condomínio ou rodovia? Entre em contato conosco, nós podemos te ajudar!

Marcos Moreira
Marcos Moreira
Analista de Marketing Digital | Agência Web Marketing

3 Comments

  1. […] E atenção! Em 80% dos casos analisados, há a exigência de obras e serviços de sinalização viária. […]

  2. […] sinalização semafórica é um subsistema da sinalização viária composto por indicações luminosas acionadas alternadamente ou intermitente através de sistema […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *